Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Ubiracy José Tesserolli

Funcionamento de Cmei em horário alternativo requer demanda, diz Biruba

O Plenário do Legislativo aprovou na sessão segunda-feira (11), indicação para que o Conselho Tutelar realize um levantamento do número de pais que não estão conseguindo buscar seus filhos na nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), com o advento do  horário até as 17h30. Segundo o vereador Claudemir Zanco, Biruba (PDT), que apresentou a indicação, o objetivo é para que venha a ser criada uma opção de uma Cmei com horário estendido para atender os casos pontuais.

Ele explicou que os centros estão passando por uma adequação de horários, pois as instituições funcionam até 12h, o que é humanamente impossível. Para que a Secretaria Municipal de Educação e Cultura atenda uma demanda pontual é premente, é necessário que os pais encaminhem por escrito, protocolem junto à Secretaria um documento relatando que, eles não têm condições de buscar os filhos às 17h30.

Biruba disse que, até o momento somente oito famílias disseram que o novo horário não é compatível com o período de trabalho. Essa demanda  é muito pequena para viabilizar o funcionamento de uma creche em um horário alternativo. O vereador comentou que havia conversado com o prefeito Augustinho Zucchi (PDT), para que Município escolha um Cmei para atender à demanda da comunidade e crie um horário estendido, mas é preciso mostrar números, isto é, que existe demanda. “A decisão é técnica e requer que os pais se manifestem”, pontua o vereador.

Posição

No mês de fevereiro, a secretária  Municipal de Educação e Cultura, Heloí Aparecida de Carli,  explicou que o Plano Decenal de Educação de Pato Branco prevê atendimento de dez  horas, mas  registrou que, o atendimento poderia ser alterado com base na demanda, em casos excepcionais .