Pato Branco, PR °min °max

Moacir Gregolin (MDB)

Eleito(a) por: 1209 votos
Partido: PMDB
E-mail: moacirgregolin@hotmail.com
Telefone: (046) 99119-9161
PMDB

Últimos requerimentos apresentados:

  • - [2018-07-17]

    Dos vereadores Moacir Gregolin – MDB e Rodrigo José Correia – PSC, no uso de suas atribuições legais e regimentais, requerendo seja oficiado ao Executivo Municipal, solicitando que a Secretaria de Obras notifique todos os proprietários de imóveis da Rua José Leonardi, solicitando aos que estejam com irregularidades nos passeios públicos e calçadas para que os mesmos façam as adequações legais e necessárias. Solicita-se ainda que seja feita adequação para atender pedestres na travessia do córrego.

     

  • - []

    Do vereador Moacir Gregolin – MDB, no uso de suas atribuições legais e regimentais, requerendo seja oficiado ao Executivo Municipal, solicitando que o Departamento de Iluminação Pública providencie melhorias no sistema na esquina das Ruas Dos Juritis e Maracanã, em frente ao imóvel nº 98; e na Rua Maracanã em frente ao imóvel nº 03, onde está situada a 7ª Igreja do Evangelho Quadrangular.

  • - [2018-07-11]

    Dos vereadores Carlinho Antonio Polazzo – PROS, Claudemir Zanco – PDT, Fabricio Preis de Mello – PSD, José Gilson Feitosa da Silva – PT, Marco Antonio Augusto Pozza – PSD, Marines Boff Gerhardt – PSDB, Moacir Gregolin – MDB, Rodrigo José Correia – PSC, Ronalce Moacir Dalchiavan – PP e Vilmar Maccari – PDT, no uso de suas prerrogativas legais e regimentais, requerendo seja oficiado ao Executivo Municipal, solicitando que seja aplicada a progressão salarial da avaliação dos servidores e atualização do valor do auxílio-alimentação e vale-transporte dos servidores públicos municipais.

Últimas indicações apresentadas:

  • - [2018-06-04]

    Do vereador Moacir Gregolin – MDB, no uso de suas atribuições legais e regimentais, requerendo seja oficiado ao Executivo Municipal, indicando ao mesmo que analise a possibilidade de dar início ao processo de um concurso público para atender as demandas da Secretaria de Educação, desde professores até agentes administrativos e agentes de apoio.

  • - [2018-05-09]

    Dos vereadores Marines Boff Gerhardt – PSDB e Moacir Gregolin – MDB, no uso de suas atribuições legais e regimentais, requerendo seja oficiado ao Executivo Municipal, indicando ao mesmo que analise a possibilidade de disponibilizar para o próximo concurso público a se realizar no município vagas para professores da rede municipal com especialização em libras. Com o crescimento de nossa cidade faz-se necessário um número maior destes profissionais nas escolas da rede municipal de educação. Atualmente os alunos com esta deficiência são encaminhados a uma escola apenas de nosso município, porém precisamos expandir este cenário para melhor atender estas crianças.

     

  • - [2018-05-07]

    Do vereador Moacir Gregolin – MDB, no uso de suas atribuições legais e regimentais, requerendo seja oficiado ao Executivo Municipal, indicando que o mesmo firme parcerias com as faculdades e com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná, através dos cursos de Engenharia Civil e Arquitetura, propondo que os alunos façam um levantamento dos problemas como falta de calçada, raízes de árvores expostas, dificuldades de visibilidade nas esquinas devido a árvores e/ou outros elementos, realizando um diagnóstico desses problemas e, assim sugerindo soluções práticas.

  • - [2018-05-02]

    Dos vereadores Carlinho Antonio Polazzo – PROS, Joecir Bernardi – SD, José Gilson Feitosa da Silva – PT, Marco Antonio Augusto Pozza – PSD, Marines Boff Gerhardt – PSDB, Moacir Gregolin – MDB, Rodrigo José Correia – PSC e Ronalce Moacir Dalchiavan – PP, no uso de suas atribuições legais e regimentais, requerendo seja oficiado ao Executivo Municipal, indicando ao mesmo para que providencie o envio a esta Casa de Leis, de um projeto de lei que atualize a remuneração dos membros do Conselho Tutelar de Pato Branco, a qual está prevista no artigo 63, da Lei 3.338, de 9 de março de 2010, que dispõe sobre a política municipal de atendimento dos direitos da criança e do adolescente. A atualização da remuneração dos conselheiros é percebida como uma das formas de fortalecer o sistema de garantias de direitos da criança e do adolescente, uma vez que é indiscutível o estado de defasagem de tal remuneração, se relativizado com a demanda de trabalho exercido, bem como, com a relevância e a responsabilidade do serviço prestado à comunidade. Além disso, com a publicação da Lei Municipal nº 4.577, de 16 de abril de 2015, houve a atualização do § 4º do Art. 56, da Lei nº 3.338, de 9 de março de 2010, modificando o regime de trabalho dos conselheiros tutelares para dedicação exclusiva, de forma que os conselheiros não podem mais ter qualquer outra forma de remuneração, tornando mais do que justa tal atualização, uma vez que, é prática comum no serviço público o acréscimo de valores, em forma de gratificação ou incorporação na remuneração, para funcionários que trabalham nesse regime. Ainda importa salientar que a exigência de dedicação exclusiva resultou, em alguns municípios brasileiros, aumentos de remuneração que chegam a 100%.