Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Ubiracy José Tesserolli

Vereadores levam demandas da comunidade ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit)

A XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios foi aberta pelo presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, e teve as presenças do presidente Jair Bolsonaro; do Senado, Davi Alcolumbre; da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffolli; e do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro José Mucio Monteiro. O evento segue até o dia 12 abril, no Centro Internacional de Convenções de Brasília.

Além de participarem do evento, os vereadores Claudemir Zanco, Biruba (PDT), Fabrico Preis de Melo (PSD) e Amilton Maranoski (PV), se reuniram com o diretor executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), André Kuhn, e entregaram um documento com demandas da comunidade.

Entre as reivindicações, segundo o Biruba, que os controles eletrônicos de velocidade  (Radares) que foram removidos da BR 158 venham ser recolocados nos trechos que ligam o Distrito de São Roque do Chopim (km 517), trecho da Capeg (km530), próximo da Havan (km532), Trevo da Guarani próximo a passarela, ainda,  colocação de radar na BR 158-Trevo da Itacolomi.

Vereadores e o Diretor Executivo do Dnit

O diretor do Dnit, André Kuhn, explicou que, o órgão teve um corte no orçamento, de R$ 7 bilhões para R$ 5 bilhões e a prioridade é concluir as obras em andamento no país, não existe previsão de iniciar novas obras.  Em relação aos radares, a prioridade  é a recolocação nos perímetros urbanos das cidades e locais com alto índice de acidentes. A empresa que venceu a nova licitação tem prazo de 6 meses para assumir o trabalho, porém o Diretor Executivo do Dnit assegurou que vai dar  atenção especial as demandas de Pato Branco, podendo o processo ser antecipado.